: Aves

      - Aves pequeno porte :
      - Psitacídeos :

 
 
: Mamiferos

: Répteis
 
     
       
    Aves  
       
   
Psitacídeos
 
   

1ª Consulta - Nutrição e Alojamento

Existem mais de 354 espécies desde 10g até 3 kg.
São muito sociáveis e com grande capacidade de aprendizagem. Podem viver décadas se tratados convenientemente.

A gaiola deve ser ampla, bem iluminada, com diversos apoios de madeira e com comedouro e bebedouro apropriados.
Comem sobretudo sementes, algumas frutas e a ração seca constitui o alimento mais completo para o seu desenvolvimento harmonioso.
Nas épocas de muda e reprodução o médico veterinário pode informá-lo correctamente sobre as necessidades nutricionais e os cuidados de saúde a ter com as suas aves.

Consulta de revisão anual:

Pelo menos uma vez por ano deve desparasitar o seu animal.
As aves apresentam frequentemente ácaros no bico, penas e patas, visíveis apenas ao microscópio.
São muitas vezes responsáveis por: penas fracas e pouco brilhantes, patas com escamas e crostas e o bico deformado.
Aves que apresentam um crescimento lento para a idade, diarreia ou regurgitação, estão, por vezes, com uma carga parasitária muito elevada.

Situações mais comuns em que deve recorrer ao médico veterinário:

-  Traumatismo ou queda.
-  Presença de vómito ou diarreia.
-  Ave em forma de “bola” pode indicar febre, dor ou desconforto.
-  Sobrecrescimento do bico.
-  Alterações ao nível dos olhos respiração agitada, corrimento das narinas.
-  Presença de feridas e abcessos.

Na maioria das aves a prevenção constitui o melhor tratamento.

O aconselhamento e a orientação do seu médico veterinário são essenciais para que a sua mascote tenha uma vida longa e saudável.