CUIDADOS BÁSICOS – RATOS

Dieta Os ratos são omnívoros oportunistas e comem alimentos tanto de origem vegetal como animal. Os ratos selvagens comem uma grande variedade de sementes, grãos e outros materiais vegetais, bem como invertebrados, pequenos vertebrados e carcaças de outros animais. A maior parte da dieta deve consistir num bloco ou pellets de roedor que contenha um […]

Dieta

Os ratos são omnívoros oportunistas e comem alimentos tanto de origem vegetal como animal. Os ratos selvagens comem uma grande variedade de sementes, grãos e outros materiais vegetais, bem como invertebrados, pequenos vertebrados e carcaças de outros animais.

A maior parte da dieta deve consistir num bloco ou pellets de roedor que contenha um teor mínimo de proteína bruta de 16% e 4-5% de gordura. Dietas à base de sementes promovem a obesidade e devem ser evitadas.

Partes da ração diária devem ser espalhadas pela gaiola para encorajar o comportamento de forrageamento. Ratos selvagens encontram comida forrageando e passam grande parte do dia a visitar locais de alimentação familiares no seu território.

Alimentos a evitar

  • Não alimentar com uvas/passas, ruibarbo e nozes, pois são venenosos para os ratos
  • Não alimentar com muita alface, pois isso pode causar diarreia

Os ratos são roedores coprofágicos, o que significa que comem as fezes do chão da gaiola para permitir que absorvam nutrientes essenciais, como vitamina B12 e ácido fólico.

Alojamento

Os ratos são noturnos e crepusculares. Fêmeas ou pares mistos dão-se bem juntos, mas machos tendem ser agressivos uns com os outros.

Os ratos precisam de uma gaiola segura, protegida e livre de perigos que seja confortável, seca, livre de correntes de ar e limpa, em um local tranquilo onde possam descansar sem serem perturbados.

Fornecer a maior gaiola possível feita de aço inoxidável, plástico durável ou arame. Fornecer material de nidificação amplo e cama profunda, como aparas de álamo ou produto de papel reciclado. Fornecer enriquecimento na forma de túneis, rodas de exercícios, caixas de ninho e itens para mastigar em rolos de papel toalha ou tubos de papel higiênico velhos.

Basicamente eles vão precisar de:

  • Muito espaço – ratos selvagens podem ter territórios muito grandes, então ratos de estimação precisam de espaço suficiente para se comportar como fariam na natureza e ter algum controlo e escolha sobre seus arredores. Certificar que a gaiola é à prova de fuga, pois os ratos podem se espremer em espaços muito pequenos
  • Material de nidificação – os ratos são grandes construtores de ninhos e usam material de nidificação para ajudá-los a permanecer em uma temperatura confortável. Não dê aos ratos materiais de nidificação que se separem em fios finos, como algodão ou produtos de cama ‘fofos’ semelhantes, pois eles podem ficar presos neles e não são seguros para comer.
  • Material de cama – os ratos precisam disso para cavar e absorver a umidade da urina e das fezes.
  • Esconderijos – os ratos são uma espécie de presa e preferem ficar perto da cobertura
  • Coisas para ocupá-los – dar rodas de corrida aos ratos, mas não devem ser a única forma de enriquecimento na gaiola. As rodas devem ser uma estrutura sólida e sem eixo.
  • Objetos que eles podem usar como áreas de banho ou marcar facilmente – os ratos marcam com padrões de odor para identificar o território e comunicar com outros ratos. Eles usam padrões de urina e secreções de outras glândulas do corpo para identificar indivíduos, grupos e status social. Colocar objetos que eles possam usar como áreas de banho ou marca de cheiro permite que eles façam isso facilmente, além de ser fácil para limpar como parte da rotina regular de limpeza da gaiola.

Certificar que os ratos (e qualquer outro lugar onde eles estejam) estão sempre confortável, ou seja, garantir que seja:

  • Fora da luz solar direta – eles precisam de luz natural, mas não de luz solar direta. Não colocar a gaiola sob luzes diretas ou brilhantes ou usá-las quando manusear ou brincar com os ratos.
  • Silencioso – manter a gaiola longe de sons agudos, ultrassom e explosões repentinas de ruído, aos quais eles são sensíveis porque podem ouvir uma ampla faixa de frequência.
  • A temperatura e umidade certas – os ratos são muito sensíveis aos efeitos do calor (humidade entre 50 e 70% e temperatura de 18 a 24°C).
  • Bem ventilado sem correntes de ar – pouca ventilação e alta umidade podem causar problemas de saúde.
  • Limpo e seco – os ratos precisam de uma gaiola limpa com cama e material de nidificação secos, portanto, tente manter a gaiola limpa e minimizar a perturbação e o estresse durante a limpeza.

Por fim, não esquecer de verificar as gaiolas de manhã e à noite para garantir que o bocal da garrafa de água não esta bloqueado ou aberto e a gaiola inundada. Os ratos podem construir ninhos contra os lados da gaiola e empurrar a cama para o bocal da garrafa de água.

Mónica Fernandes (estagiária de 6º ano)

Outros artigos

CUIDADOS BÁSICOS – GERBOS (Esquilos da Mongólia)

São animais sociais, que na natureza vivem em colónias, e por este motivo não devem ser alojados sozinhos. O ideal é manter dois ou três gerbos do mesmo sexo. São animais que gostam muito de roer, sendo por isso aconselhado evitar acessórios de plástico e optar antes por materiais mais naturais e seguros, como madeira ou cartão. […]

CUIDADOS BÁSICOS – HAMSTERS

Dieta Eles são ‘omnívoros’ – isso significa que os hamsters selvagens comem uma mistura de plantas e insetos. A melhor dieta de um hamster é aquela que é semelhante à que eles comem na natureza, incluindo vegetais frescos e guloseimas cheias de proteínas, como bichos-da-farinha. Os hamsters podem-se dar muito bem com a ração comercial […]

© 2023 EXOCLINIC - Clínica Veterinária de Aves e Exóticos all rights reserved | Tel. +351 214 120 107* Email: [email protected]

* Custo de uma chamada para a rede fixa

** Custo de uma chamada para a rede móvel

Exoclinic